Didaqué: a Doutrina dos Doze Apóstolos.

A Didaqué ou Doutrina dos Doze Apóstolos é um pequeno tratado que foi contabilizado por alguns dos Padres da Igreja como relacionado às Sagradas Escrituras, datado do séc. I – II pela maioria dos estudiosos modernos. Foi redescoberto só em 1873 por Bryennios, ortodoxo grego metropolitano de Nicomédia. O texto, parte do qual constitui o mais antigo catecismo escrito existente, tem três seções principais que tratam da ética cristã, rituais como o batismo e a eucaristia e a organização da Igreja: a primeira parte é sobre os “dois caminhos”, o caminho da vida e o caminho da morte; a segunda parte é um ritual para o batismo, jejum e a Sagrada Comunhão; já o terceiro fala do ministério cristão.

Mais do que qualquer outra escritura cristã, a Didaqué revela como cristãos judeus viam-se e adaptavam a sua prática para os cristãos gentios. A Didaqué é semelhante em vários aspectos com o Evangelho de Mateus, talvez porque ambos os textos originaram-se em comunidades semelhantes. Os capítulos iniciais são provavelmente derivados de uma fonte judaica anterior, e eles também aparecem em outros textos cristãos.

A obra foi considerada por alguns Padres da Igreja como parte do Novo Testamento, embora sendo rejeitada como falso ou não-canônico por outros, e, eventualmente, não foi aceita no cânon do Novo Testamento. O cânon “mais amplo” da Igreja Ortodoxa Etíope inclui a Didascalia, uma obra que se baseia na Didaqué.

Clique aqui para ler a Didaqué.

Comments

comments

Post Tagged with , , ,

Comments are closed.